Pós-Luta

Publicado em 17 de Março de 2017 às 22h:15

Robson tem pouco trabalho e vence no Madison Square Garden por nocaute

Foto do autor

Autor Daniel Leal


O brasileiro fez de Aaron Hollis um desafio mais fácil do que o esperado e venceu por TKO no segundo round. Na Polônia, o peso-pesado Marcelo Nascimento surpreendeu o invicto Sergiej Werwejko pela via rápida, em seu maior êxito fora do país na carreira.
(Imagem: Wander Roberto/Inovafoto/COB)

Robson “Nino” Conceição (3-0, 2 ko's) obteve sua terceira vitória na vertente profissional no pugilismo, agora á pouco, em Nova Iorque. Ele venceu o americano Aaron Hollis (3-5, 2 ko's) após obrigar o juiz a paralisar o confronto no segundo assalto.

O medalhista de ouro na Rio-2016 demonstrou melhor poder defensivo do que em sua última apresentação, se expondo menos quando ataca. Com isso, evitou os contragolpes de seu adversário, neutralizando suas chances. Levou Hollis à lona próximo ao final do primeiro round, quando encurralou-o no córner e não lhe deu outra opção que não fosse a queda.

Na segunda passagem, foi para cima com tudo e conseguiu a paralisação do confronto ao fazer seu oponente apoiar-se nas cordas sem reação. Pode até haver discussão quanto ao momento da parada e o decreto de nocaute técnico por parte do árbitro, mas a superioridade de Robson era latente e seria apenas questão de tempo para que vencesse pela via rápida.

Em termos de crítica construtiva, fica apenas a afobação do brasileiro que, em certos momentos, na ânsia de aplicar sequências mais fortes, trouxe demais os golpes de trás e acabava batendo com a parte de dentro das luvas. Porém, esse ponto também evoluiu em relação á sua última apresentação, apontando para a conclusão mais importante: Já existe uma evolução gradativa, ela só não pode parar, tem de ser contínua.

O confronto foi exibido, ao vivo, para o Brasil, pelo SporTV3.

Marcelo Nascimento vence invicto na Polônia


Imagem: Arquivo Pessoal

Em uma grande vitória, o peso-pesado Marcelo Nascimento (23-14, 20 ko's) suplantou o polonês Sergiej Werwejko (5-1, 3 ko's), então invicto, na casa de seu oposto, hoje à tarde, horário de Brasília. A vitória veio por nocaute técnico no quinto assalto, após o brasileiro golpear Werwejko sem resposta do mesmo, que já havia ido ao solo momentos antes.

Com isso, Nascimento, que não tem estrutura propícia de treinamentos, mas, se tivesse, com certeza teria voado muito mais longe, quebra uma sequência de duas derrotas fora do Brasil. Marcelo tem que conciliar seu trabalho diário e falta de um treinador, com sua carreira. Se houvesse alguém investindo nele e gerenciando sua trajetória, com certeza o cartel e a vida do atleta seria bastante diferente, uma pena.

Ainda assim, o “Centurião”, como é conhecido, tem em seu recorde êxitos sobre nomes como Gonzalo Omar Basille e Raphael Zumbano “Love”, além de já ter sido detentor do cinturão latino da categoria máxima pela OMB.

Comentários